Curta nossa página no Facebook :

Powered By | Blog Gadgets Via Blogger Widgets

31 de dez de 2009

NFL, semana 16: a queda do último invicto



Os velhinhos do Miami Dolphins, que venceram de forma invicta a temporada 1972/1973, têm a tradição de celebrar com uma garrafa de champanhe quando o último invicto é derrotada na temporada regular da NFL. A tradição quase foi para o vinagre na temporada 2007/2008, quando o New England Patriots foi derrotado apenas no Superbowl. Este ano, após 16 semanas, os sobreviventes da única equipe a vencer o SB de forma invicta puderam celebrar a queda do último Highlander da bola oval, quando o Indianapolis Colts resolveu facilitar a vida do NY Jets poupando suas estrelas e, assim, perdendo a invencibilidade na temporada.

A décima-sexta semana da NFL também serviu para definir os últimos classificados da Conferência Nacional, colocar em dúvida o potencial de alguns favoritos e promover batalhas emocionante e surras homéricas. Alguém falou "NY Giants"?


San Diego Chargers [12-3] 42 - Tennessee Titans [7-8] 17

O conto de fadas acabou em Nashville. Após a sensacional disparada, em que venceu sete partidas em oito, a equipe do Titans, mesmo com o apoio de sua fanática torcida, não teve forças para resistir ao ataque comandado por Philip Rivers, Vincent Jackson, LaDanian Tomlinson, Darren Sproles e Antonio Gates. Vince Young, que mudou a cara do ataque de Tennessee, foi muito mal, com menos de 100 jardas passadas e sendo interceptado suas vezes.
Para o Titans, fica a lição de que 2010 pode ser um ano muito melhor, desde que não acordem tarde demais para a vida. Enquanto isso, a equipe de San Diego, com a décima vitória seguida, já garantiu a folga na primeira rodada dos playoffs, e tem todo o jeito de ser a equipe que pode bater o Colts pelo título da AFC.


Kansas City Chiefs [3-12] 10 - Cincinnati Bengals [10-5] 17

Chad Ochocinco e sua Gridiron Gang conquistaram a AFC Norte e a vaga para os playoffs, mas as últimas atuações da equipe põem em dúvida a capacidade do Bengals de aspirar a algo mais que isso. Enfrentando uma das mais fracas defesas da NFL, Carson Palmer não chegou às 150 jardas aéreas, com dois TDs e uma interceptação. Vai ser preciso muito mais na hora do "pega pra capar".


Baltimore Ravens [8-7] 20 - Pittsburgh Steelers [8-7] 23

Se o Steelers ainda luta por uma vaga nos playoffs, deve agradecer - e muito - a um dos seus maiores adversários: afinal, Baltimore fez de tudo para perder o duelo contra seu rival na AFC Norte. Dois touchdowns dos Corvos foram anulados devido a faltas estúpidas, que poderiam deixar a equipe praticamente classificada.
Mas a situação de Baltimore não é das piores, apesar de bizarra: hoje, a equipe estaria fora dos playoffs, mas basta vencer o Raiders para tomar a vaga do Broncos, devido aos critérios de desempate. Já o Pittsburgh Steelers precisa vencer o Miami Dolphins e torcer por outros resultados... Camaradas.


Buffalo Bills [5-10] 3 - Atlanta Falcons [8-7] 31
Já eliminado, o Falcons aproveitou para fazer a festa em cima da defesa do Bills, com Matt Ryan acumulando 250 jardas e três TDs. Pelo lado da equipe de Buffalo, Terrell Owens se tornou o sexto jogador na NFL a ter mais de mil recepções.

Carolina Panthers [7-8] 41 - New York Giants [8-7] 9

Era a última partida do Azulão de NY no Giants Stadium - com direito a poster comemorativo para a torcida - contra uma equipe que já pensa na temporada de 2010. Precisando da vitória para continuar na corrida pela última vaga dos playoffs, seria o cenário perfeito para a vitória dos donos da casa. Mas quis o destino que o Giants jogasse mal e o Panthers resolvesse jogar tudo que não jogou em 2009. Resultado? O Panthers chegou a abrir 27 a zero sobre o Giants, e a temporada da equipe de NY acabou de forma melancólica. Matt Moore passou para três touchdowns, e Jonathan Stewart correu para 206 jardas e um TD, e foram os principais nomes do Panthers.


Detroit Lions [2-13] 6 - San Francisco 49ers [7-8] 20

Outra partida entre eliminados, e não foi difícil para o 49ers dominar o fraquíssimo Detroit Lions. Com 230 jardas e um TD, Alex Smith, quarterback do niners, fez o que quis com a defesa de Detroit.


Tampa Bay Buccaneers [3-12] 20 - New Orleans Saints [13-2] 17

Segunda derrota seguida do Saints, e a torcida começa a temer que a equipe tenha perdido o embalo. Ainda mais perdendo para uma das mais fracas equipes da NFL atualmente, de virada, quando vencia por 17 a zero. O consolo reside no fato de que a equipe poderia ter vencido o Bucs, não fosse o field goal perdido pelo kicker Garrett Hartley. Drew Brees continua jogando o fino, com 258 jardas e um TD. Pelo lado de Tampa, o destaque foi Cadillac Williams, com 124 jardas corridas e um touchdown.
Mais surpreendente é ver que o Saints perdeu para um equipe cujo QB não conseguiu nenhum touchdown e ainda foi interceptado três vezes.


Saint Louis Rams [1-14] 10 - Arizona Cardinals [10-5] 31

Kurt Warner continua destruindo as defesas inimigas: contra o Rams foram 313 jardas aéreas e dois TDs. Podem até dizer que "contra a defesa do Rams, até minha bisavó", mas o fato é que o Cardinals, discretamente, faz campanha ainda melhor que a da temporada passada.


Jacksonville Jaguars [7-8] 7 - New England Patriots [10-5] 35

O Patriots conquistou a AFC Leste literalmente surrando a equipe do Jaguars, que sucumbiu ao frio de Foxborough. Tom Brady e sua patota nem precisaram suar a camisa para abrir 35 a zero, com o marido da Gisele passando para quatro TDs. Com a derrota, Jacksonville precisa de um verdadeiro milagre para chegar aos playoffs.


New York Jets [8-7] 29 - Indianapolis Colts [14-1] 15

As chances matemáticas existiam, mas foram tantas as derrotas bisonhas sofridas pelo Jets que não havia quem acreditasse na equipe de Nova York a essa altura do campeonato. Mas eis que o técnico do Colts, Jim Caldwell, resolveu poupar Peyton Manning e a maioria dos titulares quando a equipe vencia por 15 a 10, e o desastre para o Colts não tardou a chegar. Curtis Painter, o QB rookie que substiuiu Manning, sofreu um sack que resultou em touchdown para o Jets, mais uma interceptação. Peyton Manning ainda quis voltar a campo para que o Colts não perdesse a invencibilidade, mas não foi ouvido e ficou claramente insatisfeito com o fim do sonho de repetir o feito do Miami Dolphins de 1972.
Com a vitória, o auriverde de NY estaria classificado hoje, e precisa apenas vencer o Bengals, em casa, para sacramentar a classificação.


Houston Texans [8-7] 27 - Miami Dolphins [7-8] 20

Jogando em casa, diante de sua torcida, o Dolphins foi mais uma equipe com chances de classificação a sofrer impiedosa surra. O Texans já vencia por 27 a zero quando puxou o freio de mão, com Matt Schaub conseguindo 286 jardas pelo ar e dois TDs, sofrendo uma interceptação. A vitória ainda mantém o Texans na corrida, e o Dolphins agora precisa de uma combinação de resultados - além de fazer sua parte - para ficar entre os seis da AFC.


Denver Broncos [8-7] 27 - Philadelphia Eagles [11-4] 30

Denver conseguiu empatar uma partida que perdia por 17 pontos no terrível inverno de Philadelphia, mas Donovan McNabb deixou David Akers a 28 jardas para bater o FG que deu a vitória para os líderes da NFC, quando faltavam quatro segundos para o final. O Eagles agora encara o Cowboys não só pelo título da Divisão, mas também sonhando em ficar com o #2 da Conferência, que garante a folga na primeira rodada dos playoffs. Denver recebe o Chiefs e estaria classificado hoje, mas torce por derrota do Ravens para não perder a vaga.


Seattle Seahawks [5-10] 10 - Green Bay Packers [10-5] 48

Green Bay conseguiu a classificação para os playoffs com uma vitória tranquila e incontestável sobre o combalido Seahawks, que viu Matt Hasselbeck ser interceptado quatro vezes pela segunda semana seguida. Por uma dessas coincidências que tornam a vida engraçada, Aaron Rodgers & Cia enfrentam o Cardinals domingo, e podem ter que voltar a Phoenix uma semana depois, dependendo da combinação das chaves da pós-temporada.


Dallas Cowboys [10-5] 17 - Washington Redskins [5-10] ZERO

Mais um vexame do Redskins no primetime. E quem agradece é o Cowboys que, com a derrota do Giants, precisava vencer para classificar-se com uma semana de antecedência. Tony Romo continua jogando bem em dezembro, com quase 300 jardas de passe, um TD e uma interceptação sofrida. Jim Zorn, técnico de Washington, prepara-se para a fila do seguro-desemprego.


Oakland Raiders [5-10] 9 - Cleveland Browns [4-11] 23

Cleveland (quem diria!) conquistou a terceira vitória seguida, com o running back Jerome Harrison destroçando a defesa do Raiders: foram 148 jardas pelo chão e um TD. Quanto ao Raiders... Tom Cable parece disposto a avacalhar a franquia antes de ser demitido pelo velho Al Davis. Além de deixar Michael Bush no banco todo o segundo tempo, mandou o QB Charlie Frye passar em TODAS as jogadas da equipe na redzone.


Minnesota Vikings [11-4] 30 - Chicago Bears [6-9] 36

Rivalidade dentro da divisão sembre mexe com os brios das equipes, mesmo das eliminadas. Com uma temporada decepcionante, o Bears resolveu endurecer contra o rival da NFC Norte, e o duelo foi um dos melhores da temporada, com um final eletrizante. O Vikings perdia por 23 a 7 no início do terceiro perído, quando sua defesa parou Jay Cutler e o ataque do Bears, e o ataque comandado por Brett Favre fez sua parte. O camisa 4 encontrou Sidney Rice na endzone quando faltavam 16 segundos para o apito final, e a partida foi para a prorrogação. Robbie Gould perdeu um FG para o Bears, o Vikings não conseguiu manter a posse de bola por muito tempo, e então Jay Cutler, muito contestado pela toricda de Chicago, fez um belíssimo lançamento para o wide receiver Devin Aromashodu, que não desperdiçou a oportunidade de ser um dos heróis da partida. Essa foi a segunda derrota seguida de Minnesota, que corre o risco de perder a folga na primeira rodada dos playoffs. E o clima entre Favre e o técnico Brad Childress não é dos melhores.
Related Posts with Thumbnails
Confira também:
As melhores fotos da semana Eu queria ser... Essa é pra casar O melhor xerox por todos os tempos Momento Hipnotizante Cosplays de asiáticas Versão canina da música da Adele E se os personagens da Disney fossem maus Eduardo Sterblitch no Programa do Jô de 22/06/12 Keep calm and Chaves Você gosta de café? TEQUILAAAAAAAAA!

Artigos Relacionados

Related Posts with Thumbnails